O QUE É A NEGOCIAÇÃO SALARIAL?

Uma negociação salarial envolve a discussão entre um colaborador e o elemento responsável pela atribuição do seu pacote salarial e restantes benefícios que, neste caso, o colaborador entende que deverão ser revistos por ambas as partes. Quando pensamos em formas de negociar o salário, é provável que, na origem deste debate, o tema principal seja o dinheiro. No entanto, existem outros bónus inerentes aos honorários de um colaborador, que poderão também ter lugar neste ajuste remuneratório.

POR QUE É IMPORTANTE

Seja qual for a setor de operação, é importante que os profissionais, bem como as empresas entendam a importância de negociar e atribuir um salário justo.

Negociar este tipo de benefício laboral, é um comportamento perfeitamente normal e está intimamente ligado a uma mentalidade focada no progresso e desenvolvimento sustentável de uma carreira profissional positiva.

Para as empresas, a atribuição de um salário a um colaborador, deverá ser a forma como demonstram o quão respeitam e valorizam o seu trabalho, na medida em que deverão ser contemplados e apoiados fatores como:

  • Equilíbrio entre vida profissional e pessoal
  • Desenvolvimento de carreira
  • Flexibilidade laboral
  • Saúde

COMO PEDIR UM AUMENTO DE SALÁRIO

Ao longo do tempo em que desempenha funções para a sua empresa como colaborador, é natural que o seu chefe mais direto não lhe atribua um aumento remuneratório de forma proativa, sem que nunca tenho abordado o assunto perante este. É bastante recorrente que isso aconteça, mas isso não valida a hipótese deste não reconhecer todo o seu trabalho e contributo para o benefício da empresa.

Como ponto de partida existem dois termos que terá de dominar se pretende abordar um tema desta natureza: confiança e persuasão.

AGUARDE O MOMENTO INDICADO

Antes de colocar a hipótese de abordar este assunto e requerer o que quer que seja, deverá sempre fazer uma análise rigorosa sobre aquilo que o motiva e de que forma pode fundamentar a solicitação desta nova atribuição. Perguntas como: “Há quanto tempo sou colaborador nesta empresa?” ou “Quando foi o meu último ajuste salarial?” deverão constar do seu diagnóstico prévio. Poderá ainda aproveitar um momento notoriamente positivo na sua carreira para sustentar o seu pedido. Teve um desempenho acima do esperado? Alcançou resultados acima do delineado? Vendeu mais que o normal? Produziu mais do que apenas o suficiente? Se em algum momento respondeu sim, então tem o nosso apoio para agendar a reunião e avançar com o pedido.

TENHA O SEU TEMPO DE ANÁLISE

Com as suas particularidades, uma renegociação de salário é uma negociação como outras, por isso aqui também pode (e deve) respeitar o seu tempo de análise e consideração daquilo que lhe possa ter sido apresentado. Não é necessário aceitar ou rejeitar algo no exato momento. Dedique algum tempo para pensar e confirme depois a sua decisão.

APOIE O SEU PEDIDO EM DADOS

Que necessita de mais dinheiro ao final do mês já sabemos, inclusive o seu chefe. Agora o importante é evitar falar demasiado nas suas carências financeiras pessoais. Em vez disso, elabore uma pesquisa prévia sobre a remuneração em funções como a sua e similares, de forma a que seja possível solicitar um intervalo de valores mensais perfeitamente fundamentado e enquadrado com a real situação de outros profissionais na área. Releve o quão importante é a sua experiência e o conhecimento que tem para oferecer no desempenho da sua função.

COLOQUE A HIPÓTESE DE DIZER NÃO

Não queremos com isto dizer que alimente qualquer tipo de atrito com colegas e/ou elementos de chefia. Nesta situação em particular, um “não” poderá querer dizer mais do que a sua forma literal descreve. Pode significar que o que lhe foi apresentado poderá estar aquém daquilo que ambiciona para o seu percurso profissional e, nesse caso, dará indícios de que está ativamente focado em trabalhar na sua carreira, o que é uma competência que é apreciada pela maioria dos gestores.

SEJA FLEXÍVEL

Seja um aumento no salário ou outro qualquer benefício, o mais provável de receber à sua requisição é uma contraproposta. Poderá, no entanto, não ir ao encontro daquilo que está nos seus planos por enquanto, mas sabe que a empresa está a fazer um esforço para atender ao seu pedido e reconhece o seu valor. O nosso conselho é que seja flexível na negociação daquilo que a empresa tem para lhe oferecer. Eventualmente, pode não ser um aumento direto a sentir ao final do mês na conta bancária, por a empresa não ser capaz de suportar, mas, e se a empresa pretender, ainda assim, negociar outro tipo de benefício confortável para ambas as partes? Considere. Para além do respeito que demonstra, poderá existir margem para outro tipo de regalias.

NÃO DEITE A PERDER A OPORTUNIDADE QUE QUER OU PRECISA

Por mais objetivas que sejam as suas metas de desenvolvimento de carreira não coloque em risco a sua posição num emprego que gosta, precisa ou que pensa que poderia vir a ser o melhor para si. Até porque uma negociação salarial acontece antes até de ser contratado, em entrevista. Abordaremos também esse tópico.

COMO NEGOCIAR UM SALÁRIO EM ENTREVISTA DE EMPREGO

No caso de estar numa procura ativa de emprego, é provável que venha a abordar este tema numa entrevista de trabalho. Sendo apropriado ou não, esta é uma das perguntas que podem ser colocadas em entrevista de emprego e que, dependendo da fase do processo de seleção em que se encontra, poderá vir a suscitar algum desconforto às partes envolvidas.

SENTIDO DE OPORTUNIDADE

Defendemos que o salário não tem de ser tabu numa entrevista de emprego. Mas acreditamos que a fase em que um candidato se encontra no processo de seleção, irá ditar se é ou não a altura mais pertinente para tal.

Ao apresentar-se numa entrevista, o candidato não deve tomar como ponto principal, ou desencadear tal assunto sem ser solicitado, o salário que poderá vir a auferir na prestação das novas funções. Um demasiado, e pouco apropriado, interesse sobre este tema poderá induzi-lo a tomar como foco da conversa o dinheiro.

Se ainda agora iniciou o processo de seleção, sugerimos que aguarde até fases futuras, onde possa haver indícios deste tema ou até mesmo uma abordagem direta sobre o mesmo.

DEIXE O TEMA SER ABORDADO PELO RECRUTADOR

Sabemos que ter esta oportunidade para ir a uma entrevista de emprego com que tanto esperou poderá representar muito para si. É compreensível que receie abordar o tema da remuneração desejada. Se assim for, deixe que o assunto seja apresentado pelo recrutador.

Ainda assim é um assunto que necessita que seja analisado previamente, pois uma pergunta sobre a perspetiva salarial poderá ser colocada até mesmo antes de ser efetivamente feita uma proposta de valores.

RECONHEÇA O SEU VALOR

Se neste artigo já referimos que poderia aproveitar um desempenho atual na sua empresa acima do esperado como excelente timing para desencadear este assunto, se está à procura de emprego, poderá valer-se de todas as suas capacidades. O importante é que tenha uma noção real das suas valências por forma a apresentar um intervalo de valores completamente realista.

De que forma conseguiu resolver situações menos confortáveis na sua experiência anterior? Como se fez valer da sua formação, conhecimentos e experiência para resolver tal constrangimento? Apresente valores, taxas, o que seja. Existiu um problema na empresa e conseguiu resolvê-lo e reverter a situação em benefício da empresa. Fale sobre isso.

Uma negociação remuneratória não se prende apenas por mais dinheiro ao final do mês

Existem outros bónus que pode colocar na equação

Negociar período de férias

Cada pessoa terá os seus objetivos profissionais e, na maioria dos casos, a vida pessoal dita as necessidades para a negociação de melhores condições. São recorrentes as pessoas que colocam na equação um maior período de férias.

Flexibilidade de horário e trabalho a partir de casa

Seja qual for o motivo, poderá para ser uma mais valia ter este tipo de flexibilidade providenciada pela sua empresa. Talvez tenha filhos para levar à escola ou cuidar, ou é mais produtivo em determinados horários. No caso de ser novo no emprego, esta negociação poderá ser difícil de obter. Por outro lado, um dos seus objetivos de negociação poderá ser a possibilidade de trabalhar a partir de casa. Assim sendo, opte por se disponibilizar para passar um período inicial no escritório para absorver alguma cultura organizacional, familiarizar-se com o espaço, colegas e ferramentas de trabalho.

Incentivos à formação

É irrefutável que uma mente recetiva à nova aprendizagem está intimamente ligada com um desenvolvimento de carreira proativo. Para muitos, um incentivo ao desenvolvimento de competências poderá ser o melhor bónus que a empresa proporcionará. Provavelmente não terá um ingresso numa licenciatura ou noutro nível académico pago, o que é aceitável, mas poderá ter apoio financeiro na obtenção de cursos certificados, atualmente no mercado. Prepare o seu discurso e lembre-se daquilo que pode a empresa beneficiar se se especializar numa determinada área.

Revisão antecipada

À partida, poderá não ser tão interessante quanto outros bónus neste artigo apresentados. Ainda assim, não descarte a hipótese de negociar este tipo de regalia, pois, se na empresa a revisão remuneratória for feita ao fim de um ano e conseguir negociar esse momento para uns meses antes, poderá ver mais perto a sua promoção.

Em suma, existem vários benefícios que poderá tentar negociar com a sua empresa. Sejam os que forem, o importante a reter é que deverá fundamentar sempre os seus pedidos de forma plausível. Lembre-se ainda que poderá ter os seus motivos mais pessoais que o levam a fazer tal pedido.

Aceita mais um conselho? Independente do que pretende obter a mais, faça sempre referência à forma como a empresa poderá vir a ser beneficiada com a atribuição dessa regalia e o quão poderá tornar o desempenho das suas funções mais eficiente.

Acaba sempre por ser uma solução win-win. Só depende da forma como apresenta o assunto.

A equipa
Human Profiler

// GOSTOU DO ARTIGO? PARTILHE-O NAS REDES SOCIAIS