Porque mudam as pessoas de área profissional?

Sente que não fez a escolha mais certa no passado

Por vezes, depois dos estudos, damos por nós, acabados de sair da faculdade, em empregos que não gostamos ou nos quais simplesmente não nos revemos nos próximos pares de anos. Seja qual tenha sido o motivo, planeou uma carreira que, na prática, acabou por não acontecer na linha em que idealizou, acabando por, em muitos casos, decidir mudar de carreira.

Tem um talento criativo que desconhecia

Se atualmente se sente num trabalho desprovido de qualquer tipo de exercício criativo, seja ele design, geração de ideias, escrita ou outros, e sente necessidade de explorar este seu lado, que antes não tinha ainda experienciado, talvez seja melhor procurar uma área em que consiga exercitar este gosto. Talvez uma carreira numa das vertentes da comunicação possa vir a surpreendê-lo de forma positiva.

A sua rotina de trabalho deixa-o entediado

De forma até bastante recorrente, em alguns pontos da sua carreira, alguns profissionais sentem que o seu trabalho já não é desafiante o suficiente. No passado, pensou que iria adorar fazer o que faz atualmente, mas ao momento sente que o seu trabalho deixou de ser empolgante, deixou de o desafiar e, de certa forma, sente-se desperdiçado. Talvez seja um indício de que é hora de revitalizar a sua motivação, procurando uma nova área profissional.

O seu trabalho é demasiado stressante

Se atravessa um período extremamente stressante no trabalho, ou se este cenário se tem vindo a repetir por um tempo mais longo que aquele que seria tolerável, talvez seja um dos sinais de que precisa mudar de percurso profissional e preservar a sua saúde mental e física.

Na mudança, também a área pela qual tem vindo a demonstrar interesse deverá ser analisada quanto à possível carga de stress. O quão exaustiva poderá ser a rotina de trabalho nestas novas funções deverá ser um dos principais pontos a estudar, antes de efetivar esta mudança laboral.

Encontrou uma oportunidade

No mundo empresarial e refletido em cada indústria, o que lidera é a lei da oferta e da procura, este comportamento está sempre interligado com ciclos, tendências e, por conseguinte, com oportunidades. É este desenvolvimento que torna algumas indústrias mais apetecíveis que outras pelo seu potencial.

Se opera num setor em que poderá estar a verificar-se uma baixa de procura, ou a tendência tem vindo a reverter-se, talvez seja oportuno considerar uma mudança que se manifeste como uma boa oportunidade para a sua carreira profissional.

Pretende ganhar mais dinheiro ou ser promovido

Embora uma oferta remuneratória superior nem sempre esteja associada a uma plena satisfação no trabalho, de forma diretamente proporcional, é compreensível que ambicione melhores condições e perspetivas de progressão de carreira. Se na sua área vê que, atualmente, um dos pontos acima está comprometido, poderá ser o necessário para motivar o seu interesse por outra área com maior potencial de ganhos.

Na sua análise, lembre-se destes dois parâmetros que irão garantir uma premissa de crescimento da sua carreira profissional e melhores condições pessoais. Contudo, deve certificar-se que ambos não se sobrepõem totalmente a um não menos importante: a sua felicidade no trabalho.

Mudanças na sua vida pessoal

Ao longo da vida, qualquer profissional está sujeito a mudanças na sua vida pessoal que serão refletidas na sua carreira, sendo determinantes também para o seu percurso profissional. Seja um novo relacionamento, uma nova morada, filhos ou simplesmente a uma idade mais madura, qualquer um destes fatores poderá ser o motivo para idealizar outro rumo à sua carreira. Por exemplo, no início uma carreira que exigia várias e longas viagens, poderá agora não ser mais viável e compatível com sua vida atual. Neste cenário, poderá ser necessário passar mais tempo em casa, e é precisamente esse fator a ter em conta quando explorar novas carreiras profissionais.

Considerações antes de mudar carreira profissional

Seja uma carreira mais sustentada pela tecnologia ou não, a área deverá ser relevante ainda por algumas décadas, o que lhe vai garantir alguma segurança na sua decisão a longo prazo. Na sua escolha, deverá também analisar áreas onde a procura supera a oferta de profissionais. Quanto maior a procura, maior controlo terá naquilo que poderá projetar para a sua futura nova vida profissional e em que tipo de empresa se enquadraria a trabalhar.

Da mesma forma, se a área que procura requer mais uma formação de nível académico, pondere, pois terá de ingressar no ensino superior por mais 3 anos, no mínimo, antes de se estabelecer na área. Em vez disso, analise quanto tempo irá precisar para exercer funções nesta nova área profissional em pleno, bem como a curva de aprendizagem e experiência para se poder vir a estabelecer como sénior no seu novo cargo. O ideal será sempre uma área onde consiga alcançar os melhores níveis de desempenho e ser um especialista, no menor tempo possível.

Não menos importante a considerar quando decidir traçar um novo percurso profissional, deverá ser a ponderação por uma área na qual se sinta motivado e em que tenha prazer a trabalhar. Lembre-se que, mesmo podendo optar por uma área diferente, o mais provável deverá ser também trabalhar as 40 horas semanais. Avalie se é com esta mudança que vai alcançar a felicidade no trabalho com que sempre sonhou.

Como preparar da melhor forma a sua mudança profissional?

Saiba o que não quer fazer

Se atravessa uma situação menos favorável no seu atual trabalho e procura uma mudança profissional, poderá em algum momento estar confuso quanto ao que pretende vir a explorar. Nesta fase, mais importante do que saber o que quer vir a fazer, é saber exatamente o que não quer, pois é provavelmente aqui que reside o maior impulso para esta decisão.

Procure associações profissionais

Por forma a introduzir-se nesta nova área, poderá procurar associações de profissionais da área. Desta forma, não só ficará a par das novidades e tendências da área, como provavelmente será convidado a participar em conferências da especialidade, sessões de netwoking e acesso privilegiado a ofertas de emprego, entre outras ações para o desenvolvimento de carreira profissionais.

Procure áreas onde pode aproveitar competências já existentes

À partida, e com a devida preparação, não existirão impedimentos para procurar uma profissão numa nova área, diferente de tudo o que fez até agora. Contudo, se identificar competências que possam ser alinhadas com aquilo que é requisitado na nova área, irá certamente diminuir o tempo para se estabelecer neste novo contexto profissional, e também atenuar alguma resistência inerente à mudança.

Avalie a sua situação financeira

Numa eventual transição de carreira deverá ter de considerar um período em que possivelmente não terá a sua remuneração habitual no final do mês. Tenha em conta a importância de se preparar financeiramente no caso de ter já família e encargos fixos mensais, como é o caso de crédito habitação ou outros.

Antecipe esta decisão e organize-se atempadamente, durante o tempo que mais achar confortável até encontrar o seu primeiro emprego na nova área profissional. Não menos importante será o facto de que está prestes a sair da sua atual área onde poderá ter um ordenado equivalente à experiência demonstrada. No seu novo emprego irá, muito provavelmente, receber aquilo a que se chama de “primeiro salário” na área, que pode não estar inicialmente alinhado com o estilo de vida que tinha até então.

Construa uma timeline para os seus objetivos

É determinante que os profissionais saibam que mudar de carreira é bem mais do que uma simples mudança de emprego. Esta passagem poderá envolver alguma formação, inclusive a nível académico, ou um conjunto de passos até se estabelecer em pleno nesta nova área. É, portanto, imperativo que estabeleça uma visão clara daquilo que projeta alcançar com esta transição, por forma a conseguir balancear os esforços necessários, comparando todos os prós e contras, evitando assim surpresas pelo caminho.

Faça toda a pesquisa necessária

Uma vez que já tomou a sua decisão e está determinado com isso, é altura para aprender tudo o que está ao seu alcance para se preparar da melhor forma. Chegar a este ponto de leitura neste artigo já é um excelente começo, mas precisa de ir mais a fundo na preparação desta mudança.

Deverá utilizar todos os meios que tem disponíveis para saber mais sobre este seu novo cargo e indústria. Será imprescindível munir-se de informação sobre carga horária, expectativas salariais, ofertas de emprego, requisitos mínimos, entre outros. Poderão ainda existir questões pertinentes para a sua mudança que não encontrará com tanta facilidade. Para tal, poderá sempre procurar profissionais do ramo e colocar algumas questões a alguém já estabelecido na área. Uma rede social profissional como o LinkedIn valer-lhe-á de muito nesta tarefa.

Se possível, mantenha o seu emprego atual

Poderá parecer estranho, mas estar atualmente empregado poderá aumentar as chances de ser contratado, na medida em que não irá estar afastado do mercado de trabalho, ainda que na mesma área, por um tempo, que à partida não consegue precisar.

Se por um lado, esta situação irá mantê-lo no ativo, por outro, na vertente financeira, poderá ser mais vantajoso, na medida em que lhe trará mais segurança. Tudo depende da forma como poderá conjugar esta transação, e toda a preparação que acarreta, juntamente com a sua vida profissional atual.

Evite fazer comparações com outros profissionais

Será a maior perda de tempo. Independentemente das suas competências, cada pessoa tem o seu historial de experiência profissional e cada contratação teve e tem as suas particularidades. Concentre as suas energias para delinear uma trajetória em que tenha como foco aprender mais e ser um melhor profissional dia após dia. A sua recompensa também irá chegar.

Construa uma rede de contactos

Apenas enviar o seu curriculum poderá não ser o suficiente. Nunca subestime o poder do networking. Principalmente quando pretende iniciar-se numa área diferente da sua. Ninguém melhor para falar sobre a mesma, do que quem nela já está estabelecido há anos e deverá certamente ter uma opinião que lhe servirá para o seu percurso ainda em estágio inicial. Mesmo profissionais em indústrias diferentes, terão algo valioso a dizer sobre os principais desafios que a área enfrenta.

A equipa
Human Profiler