Nos dias que correm, quase todos os negócios precisam de um departamento tecnológico. Seja ele em regime fixo ou em modelo de outsourcing, os benefícios de poder contar com o apoio de profissionais das novas tecnologias são quase infindáveis e, sem dúvida, uma vantagem competitiva para o seu negócio, pois a inovação e desenvolvimento da sua empresa dependem disso.

Se é um profissional nesta área ou noutra, mas que pondera uma transição e pretende adquirir novo conhecimento para uma possível mudança de carreira, este artigo pretende desmistificar as competências mais procuradas e aquilo que realmente os recrutadores irão valorizar na hora de contratar um novo colaborador.

Hard skills ou soft skills?

Sejam profissionais estabelecidos nesta área ou outros como menos experiência, muitos acreditam que será apenas o conhecimento profundo numa determinada área tecnológica que lhes irá conferir a melhor das oportunidades profissionais. Na verdade, é unânime entre recrutadores que é, ao final de contas, a combinação entre hard e soft skills que poderá colocar os candidatos nos topos das checklists finais num processo de recrutamento.

Hard skills mais valorizadas nos profissionais de TI

Desenvolvimento de software

O desenvolvimento de software é responsável pela conceção e instalação de sistemas, seja websites ou aplicações (web ou móveis). Poderão ser escolhidas as mais variadas linguagens para a base do projeto, dependendo das necessidades e objetivos do mesmo, tais como HTML, JavaScript, Java, Microsoft.NET, C#, entre outros.

Cibersegurança

Esta é uma área cada vez mais importante nas organizações uma vez que os dados são o ativo mais importante nas empresas. Quanto mais sofisticadas e complexas as operações dos negócios, novas formas de tentativa de acesso a dados indevido são criadas. O objetivo destes profissionais será sempre manter a infraestrutura, tanto de hardware como software, segura.

Arquitetura de cloud

Responsáveis pela implementação de uma estratégia de nuvem computacional, estes profissionais são responsáveis pela implementação e gestão das aplicações em ambiente nuvem. Por norma têm valência em sistemas operativos, programação e segurança.

Administrador de base de dados

Os servidores das empresas deverão permanecer eficientes e operacionais no que concerne à implementação, armazenamento, backup e acesso a dados. Os especialistas nesta área irão não só monitorizar os servidores, mas também encontrar soluções para otimizar o desempenho e acesso à informação.

AI e Machine Learning

Cada vez mais o volume de dados disponíveis é maior nas empresas. Com recurso à Inteligência Artificial e Machine Learning, os especialistas nestas áreas conseguem identificar padrões e tendências que poderão determinar decisões a serem tomadas para o futuro.

DevOps

Cada vez mais as empresas estão a contratar especialistas em DevOps com objetivo de ser possível uma implementação de código mais rápida e como menos falhas. Estes profissionais participam ativamente nas atualizações dos sistemas, agora mais simplificadas e efetivas, permitindo assim uma melhoria contínua dos processos.

Tem formação numa destas áreas de TI?

Hard skills mais valorizadas nos profissionais de TI

Comunicação

Apesar de até há pouco tempo atrás, qualquer profissional na área das tecnologias de informação tinha sempre uma conotação solitária, nos dias de hoje tem um papel cada vez mais fundamental na estrutura das empresas. Desta forma, a capacidade de comunicar não só verbal como escrita com os seus colegas e chefias é uma das competências mais procuradas nos profissionais desta área. Esta é uma skill que ganha cada vez mais relevância nos espaços de trabalho tecnológicos, na medida em que os ecossistemas de trabalho são cada vez mais heterogéneos quanto aos backgrounds profissionais dos colaboradores. Por isso, é necessário dominar a arte de bem comunicar, sobretudo ideias tecnológicas a pessoas que não dominam a área digital.

Organização

Com todo o dinamismo característico das carreiras das TI, em que é habitual trabalhar em vários projetos e, muitas vezes, quase em simultâneo, é importante ter um senso de organização e metodologia por forma a tornar o trabalho mais eficiente e produtivo. Para muitos visto como uma vantagem competitiva, o multitasking só faz realmente sentido se tiver a habilidade de se organizar da melhor forma possível. Priorize tarefas e estabeleça hierarquias quanto às suas prioridades e responsabilidades diárias. Existem várias técnicas de produtividade que poderão conferir excelentes resultados, como é o caso do Princípio de Pareto.

Criatividade

Os profissionais das novas tecnologias procuram constantemente novas soluções para implementar ideias inovadoras nas empresas. Numa organização, é comum os colaboradores participarem e mostrarem as suas sugestões ou soluções para um desafio ocorrente no momento. Também nestas situações, é necessário que os profissionais de TI tenham um senso criativo na medida de ser capaz de assimilar as sugestões exteriores e, tecnologicamente, torná-las possíveis de ser implementadas.

Curiosidade

Os melhores profissionais das novas tecnologias têm um sentido inato em aprender coisas novas. Esta curiosidade leva-os a encontrar novos caminhos para implementar tecnologias e descobrir novas soluções cada vez mais inovadoras. Tanto quanto maior for a sua curiosidade, um profissional de TI poderá ainda ter contacto com novas tecnologias o que poderá despoletar o interesse por novas áreas tecnológicas e assim tornar o seu background tecnologicamente mais diversificado.

Perseverança

Em todas as profissões é necessária uma constante perseverança para haver um sucesso constante. Sem esta visão raramente ocorre mudança e muito certamente ficará aquém do potencial sucesso a que cada pessoa está destinada. Na área das novas tecnologias, em particular, onde é exigida uma aprendizagem e adaptação constantes, motivados pelas sucessivas mudanças de práticas e ferramentas este ponto ganha especial relevância. Mesmo em entrevista de emprego, sendo esta uma das competências mais procuradas, esta mentalidade poderá ajudar a que os recrutadores assinalem o seu potencial e a vontade de abraçar novos projetos, cada vez mais desafiantes.

Liderança

Mesmo que não desempenhe um cargo de chefia, é importante desenvolver este sentido de liderança. O sentimento de entreajuda de colegas e chefias poderá ser contagiante e termos assim um ambiente de trabalho mais unido. Recorde-se que os objetivos da empresa são os objetivos também dos seus colaborares. Por isso, cada um poderá ser responsável por motivar os seus pares dentro da organização ou até de outras áreas mantendo uma visão de líder.

Pensamento analítico

Ter uma mente analítica permite, em muitos casos, identificar possíveis causas de problemas mesmo antes de eles acontecerem. Sobretudo na área das novas tecnologias, um pensamento analítico permite pensar em soluções lógicas para os desafios que apareçam pelo caminho. A análise de tendências perante um conjunto de dados levantado, poderá inclusive prever cenários potencialmente favoráveis a acontecer no futuro e assim serem tomadas decisões negócio de forma mais sustentável.

Mentalidade Problem Solver

O percurso de um profissional das novas tecnologias é marcado, em geral, por uma constante prática de tentativa e erro, o que irá tornar possível a aquisição de novas competências técnicas. Se já deu por si horas a tentar resolver um puzzle ou a tentar desmontar um telefone, impressora ou outro dispositivo, esta sua capacidade de resolução de problemas poderá sem dúvida elevar a sua carreira na área das TI uma vez que é uma das competênmcias mais procuradas pelos recrutadores de profissionais nas áreas tecnológicas.

Como desenvolver as suas competências profissionais

Desenvolva as suas competências atuais

No nosso desenvolvimento profissional, é importante ganhar novas competências e assim prosperarmos outros horizontes dentro das nossas áreas profissionais. Contudo, não menos importante é a necessidade de mantermos atuais as nossas valências que, embora usemos todos os dias, poderão a qualquer momento ser passíveis de um update motivado também pela volatilidade a que assistimos nos espaços de trabalho, propiciada pela melhoria dos processos e inovação em geral.

Não deixe de aprender

A sua formação não acaba quando termina os seus estudos na universidade. Na verdade, é a partir daí que a verdadeira aprendizagem começa pois irá conciliar os seus conhecimentos académicos com o mercado de trabalho. A partir daí, seja com colegas, através de cursos, ou em atualizações de competências, todo o conhecimento irá acrescentar valor à sua carreira profissional.

Abrace novos desafios profissionais

Mesmo dentro da sua empresa, não negue novas formas de se superar. Aceite novos desafios que, normalmente, estão associados a novas responsabilidades.

Como destacar as suas competências profissionais

Inclua as suas competências no seu currículo

Quando estiver a criar ou atualizar o ser currículo, assegure-se que faz destaque a todas as suas competências, tanto técnicas como sociais. Inclua uma timeline com o seu percurso profissional em que acrescenta alguns detalhes sobre os projetos em que participou.

Aproveite a carta de apresentação

Embora muito profissionais recorram apenas ao envio de currículo para se candidatar a um uma oferta de emprego, uma carta de apresentação poderá ser a forma mais direta e sobretudo personalizada à equipa de recrutamento e falar sobre a oferta em específico. Através desta carta poderá abordar a forma como as suas competências o ajudaram no passada e, principalmente como poderão vir a ajudar a desempenhar o cargo ao qual se candidata agora.

Fale das suas experiências em entrevista

Em reunião com a equipa de recrutamento, é o momento ideal para falar sobre as suas experiências profissionais passadas. Não hesite em falar sobre as suas conquistas e sobretudo quais os desafios que se atravessaram no caminho e a forma como os ultrapassou.

Gostou deste artigo? Partilhe-o nas redes sociais ou envie a um amigo.