Neste artigo falamos de como o mundo dos Recursos Humanos se tornou mais ágil, eficaz e capaz de chegar além-fronteiras com o apoio das novas tecnologias.

Não é necessário recuar muito no tempo para percebermos a influência das tecnologias no processo de recrutamento e como a vida dos consultores/ recrutadores teve que dar um salto tecnológico e adaptar-se a este novo mundo.

Inicialmente as candidaturas eram feitas através da entrega da carta de recomendação e um curriculum com as competências do profissional, atualmente já não verificamos essa realidade pois o Linkedin tornou-se numa ferramenta essencial para ambas as partes.

Inicialmente as candidaturas eram feitas através da entrega da carta de recomendação e um curriculum com as competências do profissional, atualmente já não verificamos essa realidade pois o Linkedin tornou-se numa ferramenta essencial para ambas as partes.

Se por um lado os empresários poderiam dar a conhecer as empresas, estabelecerem parcerias e cativarem potenciais candidatos e futuros colaboradores, por outro, os profissionais, davam a conhecer o seu trabalho, competências e valências, com o objetivo de despertar curiosidade e interesse entre as empresas. Embora tenha sido uma grande aposta, talvez um pouco arriscada, rapidamente conquistou o seu lugar, prova disso é que em 2007 esta rede social profissional já contava com cerca de 16 milhões de perfis registados. Com o rápido sucesso alcançado, a empresa foi adquirida pela Microsoft em 2016, quando já contava com largos milhões de utilizadores.

Cada utilizador tem uma conta pessoal como se se tratasse de um CV, e vai estabelecendo conexões entre profissionais da área (ou não), para que possam desenvolver laços profissionais. Numa perspetiva de empresa, esta dispõe de uma página destinada à apresentação corporativa, da sua equipa e de eventuais oportunidades de emprego.  

Os recrutadores classificam o Linkedin como uma poderosa ferramenta, que apoia de forma muito eficaz nas pesquisas de candidatos. Sabendo que cada vez mais as solicitações de perfis são mais específicos e detalhados, os campos de pesquisa foram-se adaptando para atender a estas necessidades. Atualmente existem alguns filtros que suportam as pesquisas: anos de experiência na área, Instituição de ensino, localidade. Bastam estes três campos para indicar quais os profissionais que mais se adequam à oportunidade em aberto, aqueles que podem ser abordados e possivelmente o próximo colega.

- Contudo nem sempre os recrutadores têm uma vida facilitada -

Se por um lado é mais fácil identificar e validar perfis; chegar até aos mesmo e apresentar a oportunidade, muitas vezes revela-se uma tarefa difícil.

Muitos dos profissionais de hoje em dia, sentem-se aliciados e cansados, seja pela forma como são abordados ou pela quantidade de vezes que o fazem. Muitos deles acabam por não responder ou deixar respostas vagas. Existem ainda outros que esclarecem todas as dúvidas que possam existir e ajudam o recrutador, caso não estejam interessados, com a indicação de algum amigo/ colega a quem a vaga possa interessar.

Numa segunda fase, depois de enviada a mensagem ao candidato, apenas se manifestar interesse se inicia uma conversação mais direta e uma entrevista presencial ou por Skype call, caso a distância assim o exija.

Skype no processo de recrutamento

O Skype é outra plataforma que facilita a comunicação e encurta a distância entre as partes. Criada em 2003 , permite que duas ou mais pessoas estabeleçam uma ligação escrita, visual ou sonora, estando as mesmas a 3horas de distância ou do outro lado do mundo. Com a dimensão do seu sucesso, já passou pela mão da empresa eBay e atualmente pertence à Microsoft, um dos grandes players informáticos existente no mercado internacional.

Esta ferramenta é muito utilizada quer para recrutamento a longa distância, dentro do mesmo país, como para recrutamento internacional. Claramente que uma chamada via Skype não é a primeira opção para reuniões ou entrevistas, no entanto não existindo alternativa, facilita muito o diálogo.

Por exemplo numa chamada de vídeo podem ocorrer algumas falhas como: deixarmos de ver ou de ouvir devido a uma má conexão à internet, ou até pequenos detalhes que só pessoalmente conseguimos validar, como a postura, nervosismo ou até mesmo o vestuário. Se poderá estar apto para um novo desafio profissional, quais as suas necessidades e exigências. Todas estas informações têm importância e todas elas ajudam a perceber se aquele candidato é o ideal ou não, ou numa reunião perceber se realmente aquele negócio poderá ser ou não uma mais valia para quem está do outro lado do ecrã.

Email na comunicação entre candidato e o recrutador

Por outro lado, uma das tecnologias no processo de recrutamento ainda bastante recorrente continua a ser o email, pelo seu apoio eficaz na comunicação entre o recrutador e candidatos/ empresa.

O email é outro aliado durante o processo de recrutamento, permitindo comunicar por escrito com a empresa/ colegas, para que toda a informação fique documentada, mas também para o candidato. Embora não seja recente, ajuda no esclarecimento rápido de qualquer questão levantada por alguma das partes envolvidas, na marcação de entrevistas e num dos pontos mais fundamentais de qualquer processo de recrutamento o feedback do processo, que este esteja positivo ou negativo.

Se inicialmente o mundo tecnológico, foi considerado um estranho mundo e com o qual muitos tinham dificuldade em entender-se, preferindo reger-se pelas regras estabelecidas pela sociedade, como uma boa reunião cara-a-cara e uma chávena de café, não sendo bem aceite por medo ou desconfiança, pois era uma nova descoberta, nos dias de hoje esta ideia tende cada vez mais a perder o seu espaço, dando assim liberdade de entrada da tecnologia ao panorama empresarial.

Através das novas tecnologias, o recrutamento estabeleceu-se noutro patamar, com novas ferramentas e aliados. Como vantagens e desvantagens, mas sobretudo vieram demonstrar o seu poder de transformar e reinventar, de forma a caminhar lado a lado com as novas gerações. Não perdendo também a interação pessoal, pois no fim de todos os processos e reuniões o que mais interessa são as pessoas, pois são elas que fazem as empresas e pessoas felizes e realizadas, são pessoas com as quais podemos sempre contar.

A equipa
Human Profiler